Sforzando

Em Janeiro deste ano fui convidado para acompanhar uma peça que estava a ser concebida no Centro Cultural e de Congressos de Caldas da Rainha. A peça tinha o nome de Sforzando e partia de uma ideia base concebida pela actriz e encenadora Mafalda Saloio e iria sendo construída e enriquecida ao longo do tempo nos ensaios, a partir desse esboço inicial. Na peça estaria envolvida a Banda Comércio e Indústria das Caldas da Rainha, dirigida pelo maestro Adelino Mota.

O projecto inicial tinha como base a presença da banda num local destruído por alguma catástrofe, daí os músicos se apresentarem cobertos de pó. Mesmo num local arruinado a música pode viver e respirar.

O facto de a peça ter recebido contribuições de todos os envolvidos ajudou a dar-lhe forma, conteúdo e emoção.

O empenho, a dedicação e o gosto colocado por todos neste trabalho e a preciosa orientação da encenadora conduziram a um resultado que se mostrou cómico e profundo.

Algumas semanas após o início dos ensaios, com a chegada do actor Vitor d'Andrade, que se desdobrou em vários personagens e, pegando nas ideias que tinham sido trabalhadas até aí, a peça seguiu rapidamente rumo à sua estreia, com casa cheia, no dia 8 de Março de 2015.

As imagens que se seguem estão separadas em duas partes: o período de ensaios e a estreia.